Duas leituras de um coração

Paulatinamente me fere a pele

incisivamente até a hipoderme,

cutuca os pontos que me ferve

insana coagulação que me entristece,

pura ficção que não desaparece,

de loucura o corpo fica em febre,

a razão logo se envaidece,

e a paixão tíbia se despede,

a insanidade se enobrece,

a vaidade por si prevalece,

brindando com a infelicidade,

que nada pede e que pouco oferece,

por culpa de um coração que não cede!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: